28 de fev de 2016

“Precisa-se de um jardineiro”

*por Vítor Andrade
Estou construindo minha casa, mas para que ela fique perfeita, sem erros, sem defeitos, e para que nela possam habitar pessoas boas, preciso de um belo jardim, e para que ele fique ideal é necessário contratar um excelente jardineiro.
No entanto, serão necessários alguns requisitos: o jardineiro deve ter boa qualificação. Curso universitário, ser cuidadoso, paciente, responsável, pontual, ter boa aparência, ter amplo e notório conhecimento de vários assuntos. O jardineiro deve cuidar de todas as plantas do jardim de maneira igual, respeitando a pluralidade das flores e das plantas, todas, apesar das diferenças, devem ser bem tratas, afinal todas terão a função de beleza da casa, todas as plantas tem uma função, umas darão sombra, outras cores, outras serão medicinais, outras terão a função de servir abelhas e beija-flores.
O candidato à vaga, portanto não pode deixar nenhum vaso cair, não pode deixar nenhuma flor ou planta morrer, deve regá-las todos os dias, adubar, por ao sol, devo lembrar que deverá ter muita cautela, pois nesse jardim teremos além de plantas, também algumas sementes, essas são as mais preciosas, pois devem germinar, algumas já são quase árvores e essas deverão virar árvores, e as que já são árvores deverão ser cuidadas para gerar frutos. Antes que eu esqueça o candidato deverá levar para sua casa alguns vasos, que deverão ser pintados, limpos e depois trazidos para o jardim para colocar mais plantas, ou transportar de um vaso menor para o maior, portanto você sempre levará trabalho para casa.
Sobre o emprego: terá férias em janeiro e um recesso no meio do ano, no frio deverá aquecer as plantas com seu conhecimento e no calor compartilhar sua alegria quando as plantas exalarem seus perfumes, fará planejamento diário de seu trabalho, e deverá verificar se todas estão postas no jardim, durante o ano você terá 200 dias para deixar tudo em ordem. Aviso que a remuneração não é tão boa.
Professor-jardineiro, cuidando todos os dias do jardim da educação e da vida de seus alunos, merece respeito, merece remuneração digna, merece moradia, qualificação, saúde, segurança no trabalho e aposentadoria digna, pois no imenso jardim que é o país ainda não tem reconhecimento por parte de quem deve valorizar seu trabalho, e o professor – jardineiro jamais pode desistir da semente, e jamais podemos desacreditar no jardineiro.
Precisamos do jardineiro, mas precisamos também do beijar –flor, que se alimenta das flores, mas que também semeia, da abelha que se alimenta do néctar que transporta o pólen, que produz o mel, e outras espécies que se beneficiam direta ou indiretamente das flores e das plantas, esses elementos são, escola , família e comunidade, quando nosso jardim for belo a nossa casa estará pronta e arrumada.
Obrigado professor, cuidando sempre de nosso jardim!
Vítor Andrade
Professor de história
pós graduado em sociologia

Nenhum comentário: